O que os sistemas de produtividade não resolvem.

Tempo de leitura: 4 minutos

Se você é como eu, está sempre procurando pelo sistema de produtividade perfeito. Infelizmente, isso não existe.

O problema não é com o sistema de produtividade – o problema é que nenhum deles pode resolver alguns problemas realmente importantes (e relacionados):

  • Procrastinação
  • Medo da incerteza
  • Medo do desconforto

Por exemplo, no topo da minha lista de afazeres de hoje está: “Escrever um post” e “documentar um fluxo de processos”… Muito simples, certo? Duas tarefas bastante simples. Mas assim que eu comecei esse post, eu fui verificar e responder um e-mail, mandei uma mensagem via whatsapp, verifiquei as minhas finanças, limpei um pouco a cozinha. Eu sou super produtivo nas pequenas coisas enquanto estou adiando as grandes tarefas!

Não importa quão bom o sistema de produtividade é, ele desmorona quando eu começo a procrastinar.

Quando uma tarefa é desconfortável, eu procrastino, assim como a maioria das pessoas. Quando eu estou enfrentando muita incerteza com uma tarefa, eu procrastino. Assim como a maioria de nós.

Frequentemente, vamos trabalhar em um novo sistema de produtividade, experimentar um novo aplicativo de tarefas, organizar e zerar a nossa caixa de entrada de e-mail, ou começar a ler sobre uma nova maneira de ser produtivo (como você está fazendo agora)… Tudo isso é uma maneira de procrastinar tarefas incertas ou desconfortáveis.

E é tão mais fácil seguir o caminho da distração e das pequenas tarefas, do que enfrentar uma tarefa importante, mas assustadora. É mais fácil ir para o site do seu banco para verificar seu saldo, verificar os seus blogs favoritos e sites de notícia, abrir a sua rede social favorita, e assim por diante. Estes não têm nenhuma barreira para entrar e sempre dão para você alguma recompensa, enquanto tarefas difíceis dão um retorno negativo e tem obstáculos para começarem. Não é justo, certo?

Então como lidamos com isso? Alguns pontos importantes:

  1. “Volte uma casa”. Você tem que se livrar das distrações e das pequenas tarefas. Afaste-se do seu computador, faça uma caminhada, tome um banho ou apenas sente sem fazer nada por um minuto. É só isso que é preciso. Se afaste e pense sobre o que você deveria estar fazendo agora ao invés do que é mais fácil e mais tentador.
  2. Lembre-se para quem você está fazendo. Assim que estiver no passo anterior, pense sobre a pessoa que se beneficiará com essa tarefa importante que você está fazendo. É um colega de trabalho, um cliente, alguém que você gosta? É você? Como isso fará a vida deles melhor? Talvez isso tornará alguma coisa mais fácil para eles, mas talvez irá resolver um ponto doloroso ou atender uma necessidade importante. Alguns procrastinam quando estão focados em seu próprio conforto, mas deixam de lado a procrastinação quando estão focados em ajudar os outros. 
  3. Fique no estado de desconforto. Livre-se de distrações, apenas tenha o que você precisa para fazer essa única tarefa e permita-se ficar desconfortável por alguns minutos. Sim, é ruim, mas isso na verdade não é tão ruim uma vez que você comece. É exatamente como mergulhar na água gelada do mar– apenas mergulhe, não pense. Permaneça, relaxe e veja que não é tão ruim quanto você temia.
  4. Abrace a incerteza. Muitas vezes é o medo da incerteza que nos segura. Não sabemos como fazer alguma coisa ou como as coisas vão acabar e isso nos assusta um pouco. Então não queremos trabalhar em algo assim ou até mesmo pensar sobre isso. Evitamos, procrastinamos e racionalizamos. Ao invés de procrastinar, veja a incerteza como uma parte necessária. Encare como uma parte boa da vida, que reserva surpresa, curiosidade, aprendizagem e aventuras. Ao invés de olhar a incerteza como uma coisa ruim, veja se consegue se sair bem explorando isso. Goste do desconforto, avance e fique tranquilo.
  5. Em pequenas partes. Sim, incerteza e desconforto podem ser difíceis. Então não se mate tentando dominá-los… Apenas faça esse treino em pequenas doses. Trabalhe na tarefa por apenas alguns minutos e em seguida dê uma volta, saia, descanse por alguns minutos. Depois sente-se e concentre-se novamente, relaxando dentro do desconforto e da incerteza. Repita.

Com esse tipo de prática consciente, você está treinando para ficar bem no desconforto e incerteza. Assim você está desenvolvendo essa importante habilidade produtiva!

E no final, você não somente estará enfrentando o aspecto mais difícil da produtividade mas estará fazendo algo de bom para outros e para você durante o processo.

Texto traduzido e adaptado de zenhabits.net